Destino da ETRB é incerto

Qui, 18 de Agosto de 2016 18:10 Sinasefe
Imprimir PDF

Nesta quarta-feira, dia 17/08, os diretores do SINASEFE IFPA, ETRB e CIABA, Guaraci Soares e Rita Gil, acompanhados da Assessora Jurídica Roberta Dantas, estiveram na Escola Tenente Rêgo Barros (ETRB) para assistir à apresentação do Comandante do Primeiro Comando Aéreo Regional (I COMAR) e Presidente da Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (COMARA), Carlos Minelli de Sá, sobre a situação da instituição frente ao processo de reestruturação da Força Aérea Brasileira (FAB).

Antes de iniciar, o comandante se desculpou publicamente pelos excessos cometidos no dia anterior, mas deixou claro que a atitude foi correta porque não está em desacordo com o Regimento Interno da ETRB.

Durante 50 minutos, justificou que "a reestruturação da FAB está em discussão há dois anos e tem por objetivo reduzir a estrutura administrativa e focar no operacional, com a redistribuição de efetivos no território nacional".

Ocorre que a ETRB é subordinada administrativamente ao I COMAR e, tecnicamente, ao Departamento de Ensino da Aeronáutica (DEPENS). E uma das medidas dessa reorganização é justamente a extinção do I COMAR, prevista para janeiro de 2017.

Dessa forma, o comandante informou que o DEPENS aponta três caminhos para a ETRB: a manutenção, a extinção ou a absorção pelo Colégio Militar de Belém (CMB). Também afirmou que, a princípio, o DEPENS era favorável ao fechamento. Depois, observada a importância estadual e a posição de destaque nacional que a escola possui, a orientação foi mantê-la, desde que se cumpram as seguintes condições: elevá-la à condição de Órgão Executivo, com autonomia administrativa e financeira, a exemplo das outras instituições de ensino ligadas à FAB, e reduzir ao máximo a quantidade de alunos e o acesso de pessoas sem vínculo militar. Ou seja, os civis.

Por fim, comunicou que já há um militar da reserva responsável por garantir a continuidade da ETRB com base nos critérios expostos. É o mesmo que, em breve, assumirá a Direção Geral da escola.

Entenda

No dia anterior, 16/08, o Sindicato realizaria uma Assembleia Geral na ETRB para discutir exatamente a situação da ETRB em função da reestruturação da FAB. Infelizmente, não foi possível. O comandante Carlos Minelli de Sá, aos gritos, proibiu a reunião dos trabalhadores.

Fonte: SINASEFE IFPA, ETRB e CIABA

Última atualização em Seg, 22 de Agosto de 2016 14:46

Comentários   

 
0 #1 Guest 19-08-2016 20:19
Se faz necessário a atuação da Comissão de Barbacena diante ao impasse que se apresenta a nível local , e se possível acionar a DN com o objetivo de atuar junto ao Ministério da Aeronáutica . Enquanto aos gritos do militar , já era de se esperar há muito tempo já era de reconhecimento das dificuldades de lidar com esses estabelecimento s militares . Na ETRB , proibições da presença de membros do SINASEFE , e na escola da Marinha nem faixas podem ser expostas . Diante desta situação os companheiros das escolas militares devem se mobilizar e reivindicar os seus direitos enquanto membros sindicalizados de uma instituição com reconhecimento internacional . Então vamos à luta companheiros dos colégios militares .
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Agenda SINASEFE

banner sindicalize se

Receba em seu e-mail Boletins e atualizações de nosso site.

tabela docentes

tabelatae1617

tabelaauxilios

CapaJC 01 17

SINASEFE – SEÇÃO SINDICAL DO IFPA E ETRB

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica. 
CGC: 03658820/0034-21 Filiado à CEA

Trav. Timbó, nº 2718 - Marco-CEP:66.093-340-Belém-PA
Fones: (91) 3246-1726 / 3266-3033
E-mail:  sinasefepa@gmail.com
 

 twitterfacebookyoutube


CompanySites.com.br